masculinidade

biblica

.com

Todo ser humano, depois da Queda, sofre física e psicologicamente com perdas, doenças e a morte. Dou 3 conselhos para você suportar biblicamente os seus sofrimentos e ajudar outros a fazer o mesmo.

Conselho 1: Entenda a causa dos sofrimentos.

Padecemos por duas causas:

Causa 1: Por causa da ira de Deus contra o pecado: Seja contra o pecado da humanidade caída em Adão. Seja por pecados que cometemos. O sofrimento que nos faz padecer é uma consequência do castigo de Deus contra o pecado (Os 13.9).

Causa 2: Por causa de provações que Deus nos faz passar para nos aperfeiçoar na confiança só nEle, no amor a Ele, na dependência só dEle, na esperança que está somente nEle. Isso nos é ensinado em Tiago 1.2-4.

Então, entendendo as causas, por que achar que você não merece sofrer? Quando você está em sofrimento, por favor, não fique com “mimimi”. Não reclame. Não blasfeme. Não se considere justo. Não se ache perfeito e que não precisa ser aperfeiçoado por meio de sofrimentos.

Conselho 2: Aprenda com os sofrimentos.

O sofrer não é bom, mas ensina bem. O sofrimento tem valor didático, pois ensina que:

  • O pecado“dói”.
  • Estamos debaixo de maldição;
  • Não somos deuses que podem fazer o mundo ser um parque de diversão, onde temos só alegria e boas emoções;
    O consolo não está em nós, pois, a dor não pode ser extraída da sociedade humana;
  • Ensina o quanto Deus amou sua Igreja, pois, nos deu o Seu Filho para padecer por nossos pecados e nos livrar da dor eterna, em corpo e alma, que é o justo merecimento pelos nossos pecados;
    Ensina a buscarmos consolo só nAquele que padeceu em nosso lugar, para termos o único consolo na vida e na hora da morte: ser de Jesus Cristo.
  • Ensina resiliência, paciência, alegria, esperança de um futuro sem padecimento que encontraremos apenas no novo céu e na nova terra.
  • Ensina a sermos mais sensíveis e ajudarmos a quem também sofre

 

Conselho 3: Em oração e ações de graças almeje o dia quando os sofrimentos serão coisas do passado.

Em Romanos 8.18 aprendemos que: “os sofrimentos do tempo presente não podem ser comparados com a glória a ser revelada em nós.” Com base nessa palavra de Deus, prove seus sofrimentos presentes como se saboreia um chocolate meio amargo.

Não é totalmente amargo, mas há certa doçura nele. Entendendo a causa de nossos sofrimentos, a obra de Jesus a promessa de novo céu e nova terra, nossos sofrimentos não só são amargos, mas neles podemos provar a doçura de Deus.

Sendo assim, saboreie seus sofrimentos como um homem bíblico, em oração e gratidão, almejando o dia quando os sofrimentos serão coisas dos passado.

Espero que esses conselhos ajudem você a lidar com seus sofrimentos, consolando-se no Senhor.

Que você receba graça e paz.

Compartilhe!

Deixe um comentário